Nós do Elefante Voador adoramos a série Maze Runner do autor James Dashner. Mas, certamente, encontrarmos alguém que gosta ainda mais do que nós!

Estamos falando da Nicole Tinelli. Ela é super fã da saga e teve a oportunidade de ver, abraçar, tirar foto, etc (rs) com os atores Kaya ScodelarioGiancarlo Esposito que estavam no Brasil para promover o filme Maze Runner: Prova de fogo. Confira o que ela tem a dizer sobre esse momento único ♥


Por Nicole Tinelli

Olá, gente bonita!

Bom, meu nome é Nicole e tive o enorme prazer de participar tanto da premiere de Maze Runner: Prova de Fogo, que rolou dia 1º de setembro na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, como também da sessão de autógrafos do dia 03 de setembro, também na Livraria. Os atores presentes no evento foram a Kaya Scodelario, que interpreta a Teresa nos filmes (e vocês devem lembrar dela da série Skins) e o Giancarlo Esposito, que interpreta o Jorge (que vocês devem se lembrar da série Breaking Bad/Once Upon a Time).

vff wuthering heights photocall 060911
Kaya Scodelario
Giancarlo Esposito
Giancarlo Esposito

A premiere – 1º de setembro

Os atores chegaram em São Paulo dia 31 de agosto e, sinceramente, eu não fazia ideia de onde eles estariam, qual hotel, local, nada. Acabei ficando meio por fora das notícias. Graças a Deus a minha querida amiga Miya Hortenciano me avisou e me convidou pra ir com ela na terça, dia 01. A premiere aconteceria por volta de 20h.

Chegamos lá de manhã, a Miya em torno de 9:00 e eu quase 11:00. Esperamos na porta do cinema, mas já tinham uns fãs em outra entrada da livraria, perto da rampa, onde tinha uma decoração inspirada no filme, com pneus, pedras falsas e adesivo no chão que lembrava areia. Essa área foi separada para a imprensa, mais tarde os fãs ficaram ali também, porém, atrás dos fotógrafos e separados deles por grades. Nós ficamos praticamente “embaixo” dessa rampa, onde também tinha toda uma decoração inspirada no deserto e tinham até luzes com o nome do filme. Tava muito bonito, de verdade.

Esperamos lá por horas e horas. O pior é que estava um calor insuportável pela manhã e no dia anterior tinha feito um baita calor, mas mais tarde no dia começou a fazer MUITO frio e até ameaçou uma chuva. Estávamos em área coberta, mas o frio não deu pra evitar. Muita gente foi de short e regata apenas e passaram MUITO frio.

O evento da sessão de autógrafos não estava sendo divulgado, na verdade. Praticamente todos que foram na premiere descobriram lá, na hora, que teria esse outro evento. Infelizmente, muitas pessoas não puderam ir porque tinham escola, faculdade ou trabalho e não poderiam faltar.

manu0465
Kaya Scodelario e Giancarlo Esposito (Foto: Manuela Scarpa/Photo Rio News)

O horário se aproximava, segundo um homem que estava organizando o evento, que nos informou que começaria às 20h30. Na verdade, as pessoas da organização eram simpáticas, alguns foram grosseiros, em alguns momentos, principalmente quando a premiere encheu mais de gente. E quanto mais o pessoal gritava, menos paciência eles tinham!

Apareceu uma moça loira que não parava de falar no celular. Pelo que descobrimos, ela era a responsável pelos convidados da premiere. Para assistir ao filme, você tinha que ser convidado (leia-se: Rico, famoso ou amigo dessa loira). Os fãs só iriam esperar pra VER os atores e TORCER pra um autógrafo. Sinceramente, eu não conhecia a maioria dos convidados. Só reconheci duas, porém não sei o nome delas. Uma é do SBT, acho que apresentadora (juro que só reconheci a cara, mas não sei o nome) e a outra era uma atriz, que só me lembro do rosto também, de ter visto em alguma novela. As duas foram muito simpáticas!

Em um momento parou uma limousine branca próximo de onde nós estávamos e TODOS começaram a gritar achando que eram os atores, afinal, era uma limousine. E não, não eram eles! Era só um bando de menininhas que ninguém reconheceu, ficaram posando para os fotógrafos e tirando fotos em frente a limousine. Quando elas passaram por mim, perguntei: Quem são vocês, por que vocês chegaram de limousine?! Uma delas me disse: Porque somos divas. Depois me falou que elas eram da Spezzato Teens. Foram vaiadas enquanto subiam as escadas da livraria (o que não acho bacana, mas elas eram bem metidas mesmo).

Estava lotado de seguranças. Eu juro que na minha inocência eu acreditei que seria super tranquilo quando os atores chegassem lá. Não entendia o motivo de tantos seguranças e todos protestaram quando perguntamos pra um deles se eles ficariam na nossa frente e diziam que sim.

Porém, quando os atores chegaram, eu entendi: começou uma gritaria que só aumentou quando eles entraram no local e os fãs os viram. Eu estava na ponta da grade e primeiro veio o Giancarlo, muito feliz e já começou a distribuir autógrafos.

Conseguia ver o Giancarlo, porém fui prensada na grade e tinham 1 milhão de mãos, braços e livros “flutuando” na minha cabeça, das pessoas que estavam atrás de mim.

Foi praticamente impossível filmar, porque suas mãos nunca ficavam paradas. Quando ele passou na minha frente, ele chegou a pegar o meu livro e o da minha amiga Giulia, mas um dos seguranças conseguiu agarrar o meu braço e o dela, puxando os livros da mão do Giancarlo. Nesse meio tempo, entrou a Kaya e os fãs foram a loucura. 90% deles estavam lá por ela.

Kaya e Giancarlo foram até a frente, longe dos fãs, e ficaram só olhando pra todos nós. Os olhos da Kaya começaram a encher de lágrimas e ela não conseguia sorrir direito. O Giancarlo olhava pra todo mundo de olhos arregalados e falava UAU! UAU!. Eles se aproximaram dos fãs e deram mais uns autógrafos.

Eu gritava “Giancarlo” ou “Kaya” o mais alto que eu conseguia, mas nem eu mesma conseguia me ouvir.

Acho que foi nesse momento que a Kaya pegou a bandeira do Brasil, eu tinha visto na mão de um garoto horas antes deles chegarem. Ela pegou a bandeira, foi pro outro lado, onde os fotógrafos e outros fãs estavam. Ela exibiu a bandeira e chorou ainda mais. Giancarlo foi pro mesmo lugar. Algumas pessoas já tinham conseguido autógrafos e saíram, minha amiga foi uma delas. Eu fiquei super emocionada nesse momento e comecei a chorar também. Outros choravam porque viram a Kaya chorar ou choravam porque não tinham conseguido autógrafo.

manu0038
Kaya Scodelario com a bandeira do Brasil (Foto: Manuela Scarpa/Photo Rio News)
Kaya Scodelario com a bandeira do Brasil (Foto: Manuela Scarpa/Photo Rio News)
Kaya Scodelario com a bandeira do Brasil (Foto: Manuela Scarpa/Photo Rio News)

De repente, a Kaya começa a voltar. Ela passou por nós rodeada de seguranças e ainda segurando a bandeira do Brasil. Distribuiu mais autógrafos e dessa vez eu consegui! Estiquei o braço, ela pegou meu livro e autografou a capa do DVD do filme que estava por cima. Agora tenho um DVD com um rabisquinho da Kaya Scodelario, que foi tudo que ela podia fazer na rapidez do momento! Hahahaha.

Pergunto pra uma moça se o Giancarlo também está voltando, ela olha e diz que sim. De longe consigo ver o Giancarlo distribuindo mais autógrafos e chegou até a pegar um celular de alguém e tirar uma selfie! Ele voltou pra onde eu estava, mas foi na direção de um rapaz que estava com uma foto do Gus Fring, personagem dele em Breaking Bad. Ele sorria muito e bateu o maior papo com o garoto. Grito o nome dele a plenos pulmões, mas vejo uma das organizadoras falar “Chegou. Agora, ele tem que sair agora!” e começo a gritar “NÃOOOOO!”. Mas sim, os seguranças vieram e todo mundo praticamente carregou o Giancarlo pra fora. Dava pra perceber que tanto ele quanto a Kaya queriam atender todos os fãs, mas não tinham tempo. Eu vi algumas pessoas que chegaram junto com eles, não eram seguranças, talvez agentes ou algo do tipo e essas pessoas costumam controlar o tempo dos atores. Minha amiga tinha conseguido autógrafos dos dois e eu só da Kaya (e sou muito fã do Giancarlo).

Mesmo assim, eu não estava triste, porque ver os dois já tinha sido muito emocionante.

IMG_20150902_141707
Autógrafo da Kaya Scodelario

Sessão de autógrafos – 03 de setembro

Agora vamos pro dia 03. No dia 1º foi mais sofrido fisicamente (ficar lá no frio, ser prensada na grade, ficar de pé por horas etc), já no dia 03 foi mais sofrido psicologicamente. Vou explicar:

Foram dadas diversas informações sobre o evento, primeiro de que seria uma simples e normal sessão de autógrafos, aberta a todos que chegarem, talvez com um número limitado de senhas. Tinham mais ou menos 23 pessoas lá, contando comigo. Chegava alguém da Livraria e dizia que era aberto sim e que nós iríamos entrar. De repente chegou outro, que dizia ser o responsável pela sessão, dizendo que não era aberto, era apenas para convidados da Fox (distribuidora do filme) ou da Livraria Cultura, não me lembro ao certo, mas acho que ele falou os dois. Todos ficaram bravos, agoniados, tristes e sem saber em o que acreditar. Depois de algum tempo, nos informaram que SE tivesse espaço no teatro da livraria, eles iriam deixar os dez primeiros entrar, somente. Tinham algumas pessoas a mais, mas ainda assim não chegava a 50 pessoas. Por que não deixar todo mundo, certo?

Os ânimos começaram a ficar, digamos, pesados rs. No fim, o tal responsável voltou, contou as pessoas e disse que liberaria todo mundo. Sinceramente, acho que eles só estavam mesmo fazendo suspense, porque quando finalmente entramos no teatro, tinha espaço para todos e só as duas primeiras fileiras estavam com uma etiqueta de “reservado”. Tinham pelo menos umas 10 fileiras vazias atrás dessas. Pareceu puro terror psicológico. Mas enfim, as regras eram: só podia autografar um livro e esse livro teria que ser da saga Maze Runner; nós não poderíamos levantar do lugar, tirar selfie com os atores na hora do autógrafo ou tirar foto com nossa própria câmera, tinha uma fotógrafa lá que tiraria todas as fotos e depois eles postariam no facebook da Livraria Cultura.

Depois de muito tempo, uma moça finalmente chama a Kaya e o Giancarlo e os dois entram no teatro. Todo mundo ficou muito empolgado e ansioso. Eu já tinha chorado devido ao nervoso, já tinha chorado porque tava lá dentro e estava prestes a chorar de novo (sou uma BAITA chorona e vou chorar mais ainda).

Muitas pessoas gritaram “linda!” pra Kaya, chamaram o Giancarlo de “Gus” e também pelo nome dele. Ele acenou e sorriu. Eu gritei I love you, Giancarlo em um momento que ele poderia ouvir, ele também acenou, sorriu e depois disseI love you too. Adivinha? Chorei de novo. A primeira fileira foi chamada pra ir, na ordem que estavam sentados. A partir daí, tudo foi muito organizadinho, na verdade. As pessoas entravam de duas em duas, tiravam fotos com cada um deles, conversavam um pouco e pegavam o autógrafo. Os organizadores até guardavam mochilas e bolsas pras pessoas ficarem mais a vontade. Depois do terror, até que eles foram muito legais.

Era aniversário da minha amiga Miya, ela falou isso pra Kaya lá de longe mesmo. A Kaya desejou feliz aniversário e puxou um parabéns!!! Nessa hora o Giancarlo ficou meio perdido, hahaha. Essa minha amiga foi primeiro, ela estava na fileira da frente, e enquanto eu esperava a minha vez, vejo ela dando um SELINHO no Giancarlo! HHAHAHA. Mais tarde quando eu perguntei, ela disse que perguntou se podia dar um beijo nele, ele disse que sim, ela falou “nos lábios?” e mesmo assim ele permitiu! HAHAHA. Melhor aniversário de todos!

Chegou minha vez! Eu estava lá com a Giulia, olhando pros dois sentados, sem nem conseguir respirar direito. Começo a chorar de novo, hahahaha. Uma das organizadoras olha pra mim, disse ter me visto na premiere, que o momento que eu esperei tanto tinha chegado e me pediu pra segurar o choro, hahahaha. A moça manda eu e a Giulia entrar, e eu iria falar com o Giancarlo primeiro. Chego do lado dele e digo “Hi, Giancarlo“, com os olhos cheios de lágrimas.

Ele me olhou, faz uma cara de “Oh, ela tá chorando” e me abraça forte (o cheiro do perfume dele ficou na minha camiseta e até no meu braço!). Ele fala “é bom te ver!”, aperto mais o abraço e digo a mesma coisa pra coisa.

Olho pra ele, peço desculpas por estar chorando, ele fala pra gente tirar a foto (bem na hora que eu tô com olhos cheios de lágrimas). Eu consigo puxar um ar e falo que amo muito o Gus Fring e que *SPOILER DE BREAKING BAD* fiquei muito triste quando ele morreu. Ele me olha e diz é… mas tinha que acontecer, né… mas ele era o cara!. Eu concordo com ele e digo que comecei a ver Revolution também por causa dele, ele parece ficar surpreso (Oh, you did?!”, ele disse rs), mas parece também ter gostado.

Ele pergunta meu nome, eu falo tentando um sotaque mais americano (Nicole vira Nicol, hahaha). E, por último, eu falo que adoro o cabelo dele, que acho adorável (you have lovely hair!) e pra minha sorte, ele tava sem chapéu. A Kaya me escuta falando isso, os dois dão uma risada e o Giancarlo passa a mãos nos cabelos, fazendo os cachinhos fofos dele mexerem, hahaha.

Agora a Giulia vai falar com o Giancarlo e eu vou falar com a Kaya. Ela me cumprimenta com um beijo e um abraço, eu digo que ela é uma fofa e ainda mais linda pessoalmente. Tudo isso em português, porque a Kaya fala um português ótimo! Digo que sou time Teresa e que ela foi uma ótima escolha pra personagem! Ela agradeceu, escreveu te amo no meu autógrafo e me dá um beijo na bochecha de despedida. Eu saio, mas antes falo I love you, Giancarlo pela última vez, ele me olha e manda um beijo no ar, que eu mando de volta.

20523943393_7cfb0510bf_z
Nicole com Kaya Scodelario
20957221158_a7c1f14acc_z
Nicole com Giancarlo Esposito

Desço do teatro aos PRANTOS, chorando horrores. O segurança do lado de fora me olha até com dó, hahaha, e me pede pra tomar cuidado pra descer as escadas. Falo que vou só esperar minha amiga sair. Sento em um degrau da escada e continuo a chorar.

A emoção foi GIGANTE, eu não tinha nem palavras. Escuto a voz da Giulia e o segurança pede pra gente não ficar na escada. Quando descemos, tinham outros fãs que já tinham passado por lá conversando. Sinceramente, eu não conseguia falar direito. Minha outra amiga Vitória desce as escadas e eu a abraço. Depois encontro a Miya e vamos embora pra casa, desnorteadas, ainda com dificuldades pra acreditar em tudo que aconteceu, mas com uma excelente lembrança!

IMG_20150903_145344
Lembrança que vai ficar para sempre =)

 


Nicole Tinelli é biomédica, apaixonada por filmes de terror, séries, livros e animaizinhos. É amiga em comum da Cintia e da Isis, e a nosso pedido, fez este post especialmente para o Elefante Voador ♥. De fã para fã.

One thought on “Como conheci a Kaya Scodelario e o Giancarlo Esposito, da saga Maze Runner, por Nicole Tinelli

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Post

Shadowhunters: o que esperar da série de tv inspirada nos livros "Os Instrumentos Mortais"

Thu Sep 10 , 2015
Prevista para ir ao ar em janeiro de 2016, Shadowhunters é uma série de tv baseada nos livros de Cassandra Clare: “Os Instrumentos Mortais”. Produzida pela ABC […]
Bitnami