Elefante Conferiu

Dama da Meia-Noite, Cassandra Clare — Resenha

12800107_1225665124128066_4038983082271424654_nSinopse: Em “Dama da Meia-Noite”, Cassandra retoma o universo de fantasia urbana da série Os Instrumentos Mortais, que já ganhou a tela de cinema e agora é série de TV exibida pelo canal Netflix. Cinco anos após os acontecimentos de Cidade do Fogo Celestial, acompanhamos os Caçadores de Sombras do Instituto de Los Angeles enquanto tentam descobrir os responsáveis por uma série de assassinatos que vitimam tanto humanos quanto fadas. Agora Emma Carstairs é uma jovem em busca dos assassinos de seus pais, com a ajuda de seu parabatai, Julian Blackthorn. As crianças cresceram e podem se tornar os melhores Caçadores de sua época.

PESO 0.72 Kg
EDITORA Galera Record
I.S.B.N. 9788501401083
FORMATO 23 X 16
NÚMERO DE PÁGINAS 560
IDIOMA Português
ACABAMENTO Brochura


Resenha

É sempre maravilhoso estar de volta ao mundo dos Caçadores das Sombras depois de uma longa espera. Dama da Meia-Noite de Cassandra Clare se passa cinco anos após os eventos do último livro da série Os Instrumentos Mortais (Cidade do Fogo Celestial) e acompanha a trajetória de Emma Carstairs.

Os pais de Emma morreram durante a guerra contra o exército de Sebastian Morgenstern, mas a habilidosa Caçadora das Sombras nunca acreditou que ele tenha sido o responsável pela morte dos pais: marcas estranhas foram encontradas nos corpos. Por mais que ela tenha pedido auxílio à Clave, eles eram irredutíveis ao afirmar que Sebastian os matou. Agora, cinco anos após a guerra, novos corpos de humanos e fadas começam a aparecer com marcas idênticas as encontradas em seus pais o que dá a Emma uma esperança de conseguir finalmente solucionar este mistério e conseguir vingança.

Ao lado de Julian, seu parabatai, dos outros Blackthrons, do feiticeiro Malcolm Fade, da tutora Diana e de sua amiga Cristina, Emma entra de cabeça nas investigações (mesmo sem o consentimento da Clave), até que finalmente se depara com uma pista que pode levá-la diretamente ao assassino. E, é aí que a aventura começa. Emma e seus amigos enfrentarão perigos mortais nesta busca. Preparem-se para momentos alucinantes nesta nova obra de Cassandra Clare.

20160427_131609_resized

Um ponto importante que devemos ressaltar é que, após a guerra com Sebastian, os Caçadores das Sombras estão proibidos de se envolver em assuntos que envolvam o povo das fadas (uma vez que eles se aliaram a ele e quebraram os acordos). Este é mais um empecilho para Emma, pois parte dos corpos encontrados com as marcas são de fadas. Com o consentimento de Arthur Blackthron, tutor do Instituto de Los Angeles, um acordo arriscado é feito com o povo das fadas que também querem descobrir o culpado pelas mortes e, em troca, oferecem algo de muito valor para os shadowhunters do instituto.

No início, a história tem um ritmo um pouco lento, que demora para engatar. Mas, quando as pistas começam a ser decifradas, a história deslancha. Logo nos vemos envolvidos naquele delicioso caos que é o universo dos Caçadores das Sombras. A todo momento algo nos desperta a atenção como novas pistas, ministérios, demônios, lutas ao melhor estilo shadowhunter, e até mesmo pequenas participações de personagens muito queridos das sagas anteriores.

20160427_131647_resized

Achei Emma Carstairs uma excelente protagonista: É a caçadora das sombras mais habilidosa de sua geração, faz o que dá na telha, quebra as regras e segue seus instintos. Enquanto Julian é seu contra-peso. É mais sensato e responsável, porém, essas qualidades em excesso acabam por fazer com que ele queira carregar muito peso nas costas. Mas aviso que o garoto vai surpreender os leitores até o final da história.

Cristina também é uma personagem fantástica, cheia de personalidade e, por muitas vezes, acaba sendo uma ótima conselheira tanto para Emma quanto para os Blackthrons. O mistério fica por conta de Diana, tutora deles, que ao mesmo tempo que parece estar ajudando nas investigações, passa muito tempo ausente e cheia de segredos.

Caçadores das sombras tolos, ingênuos demais até para saber em quem confiar.

Conforme vamos nos aproximando do final do livro, uma revelação sobre quem está por trás dos assassinatos deixa nossos Caçadores das Sombras perplexos. Aliás, não só os caçadores das sombras mas também o leitor. Eu fiquei em choque. Em diversos momentos tive medo do que estava por vir. Outra revelação que acontece na parte final do livro é o porquê do nome Dama da Meia-Noite e isso, é de fundamental importância para a história.

Já vou alertá-los: quem sofreu com o romance de Jace e Clary, vai sofrer bastante com o romance deste livro. Já que algo grandioso e irreversível os impede os apaixonados de Dama da Meia-Noite de ficarem juntos. #ElefanteDeCoraçãoPartido

Sobre o projeto gráfico. Achei a escolha da fonte poderia ser diferente. Uma vez que a tipografia é bem densa e deixa a leitura cansativa. Mas, em relação a diagramação não tenho do que reclamar, é tudo feito com muito cuidado. Sem falar que a capa do livro é belíssima e ainda tem um mapa dos arredores do Instituto de Los Angeles, onde toda a aventura acontece.

20160427_131526_resized

Vale lembrar que a primeira edição de Dama da Meia-Noite publicada no Brasil, contém um capítulo extra anexado no final do livro. Só o que eu posso adiantar é que se trata da festa de noivado entre dois personagens muito amados da série Os Instrumentos Mortais. Deu para matar a saudade dos nossos shadowhunters preferidos ♥.

Classandra Clare mais uma provando porque é considerada uma das melhores escritoras de fantasia da atualidade! #SuperRecomendo

Onde comprar?


Elefante pergunta: Você já se rendeu aos mistérios da Dama da Meia-Noite?

Comente via FB ♥