Aproveitando que amanhã (12 de junho) é comemorado o dia dos namorados e, para entrar no clima, o livro que trazemos para os leitores hoje é um romance ♥ Em janeiro, o Elefante Voador fez a resenha do livro Se eu ficar de Gayle Forma (confira aqui) e agora teve a oportunidade de ler a sequência da obra: Para onde ela foi. Confira:

Daniel PereiraSe você tivesse uma segunda chance para o primeiro amor… Você aceitaria?
Já faz três anos que o amor de Adam salvou Mia após o acidente que mudou a vida dela. Três anos desde que Mia saiu da vida de Adam para sempre. Vivendo agora em lados opostos do país, Mia é um talento em ascensão na Juilliard, a conceituada escola de música, e Adam é o típico astro do rock de Los Angeles, com direito a notícias nos tabloides e uma namorada-celebridade.
Quando Adam se vê sozinho em Nova York, o acaso reúne o casal mais uma vez. Por uma noite.
Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa de esperança e a chama do amor que renasce.

ISBN-13: 9788581635675
ISBN-10: 8581635679
Ano: 2013 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Novo Conceito

Leia um trecho disponibilizado pela Editora Novo Conceito clicando aqui.


Resenha

Quando terminei a leitura de Se eu ficar, me perguntei qual teria sido a reação de Mia ao acordar, como ela tinha seguido em frente sem a família, se ela tinha seguido a carreira na música e se o relacionamento dela com Adam tinha se fortalecido.

Em Para onde ela foi somos transportados três anos após o acidente. A história é narrada por Adam que agora é um astro do rock no auge da carreira mas que está devastado por dentro. Isso porque, alguns meses após o acidente, Mia se mudou para Nova York para das o início as aulas na Juilliard e, por algum tempo, eles continuaram o namoro a distância, encaixando encontros sempre que possível, até que ela simplesmente cortou contato com ele sem dar explicações,

Mesmo com o passar dos anos, não saber o que realmente tinha acontecido entre eles deixou marcas profundas em Adam. Marcas que eram visíveis em suas composições e no seu comportamento.

Meu corpo está tremendo. Estou surtando. Um dia pode ter apenas vinte e quatro horas, mas às vezes passar por um pode parecer tão impossível quanto escalar o Everest.

IMG_20160522_123014523

Quando seu empresário resolve lhe dar uma noite de folga da banda, gravações, entrevistas e tudo mais, Adam acaba se vendo frente a frente com o passado. Ele encontra Mia e finalmente vai poder ter as respostas das perguntas que o assombraram por tanto tempo…

A narrativa do livro segue o estilo de seu antecessor: um capitulo no presente seguido de um capítulo contando uma lembrança. Gostei bastante da história, atendeu minhas expectativas, apesar de achar o começo um pouco lento. Conforme o ritmo vai aumentando, vamos absorvendo o sentimento de Adam e nos solidarizamos com ele.

Mia… você não entende? A música é o vazio. E você é o motivo.

IMG_20160522_122853823

Fiquei chocada ao ver o estado mental em que Adam chegou. Ele perdeu inclusive o amor pela musica e se afastou dos companheiros da banda. Mesmo atingido o auge sucesso, ele se sentia vazio. Passamos o livro todo tentando entender o que levaria Mia a descartar o amor de sua vida da maneira como fez e, página após pagina, esperamos que ela tenha a oportunidade de se explicar.

Eu imagino que, assim como eu, boa parte dos leitores de Se eu ficar, imaginou que eles jamais se separariam depois de um evento tão intenso e da ligação tão forte que parecia haver entre os dois. Simplesmente não existia outra alternativa para mim. Fiquei surpresa ao me deparar com um futuro em que Mia e Adam não estavam mais juntos. Afinal, o amor dele, dos avós e da amiga Kim, foi praticamente tudo o que restou a ela. Infelizmente, o sofrimento em que Mi se viu após o acidente não tornou as coisas assim tão fáceis de prever.

Há tantas coisas que eu gostaria de dizer a ela: acima de tudo, que eu sempre estive pronto. Em vez disso, eu ligo o amplificador, pego uma palheta do bolso e apenas digo sim.

No geral, achei um livro tocante e muito bem escrito. A narrativa de Gayle Forman é cheia de sentimentos intensos e tem o poder de nos emocionar palavra após palavra ♥. O projeto gráfico é bem parecido com o do primeiro volume. A leitura é rápida e fluida. E já vou avisando que, se você estiver de coração aberto para a leitura, pode ser que você chore um  pouquinho…

IMG_20160522_123133638

Onde comprar?


Elefante pergunta: Quem está torcendo para que “Para onde ela foi” também ganhe uma adaptação cinematográfica?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Post

Lançamentos Paulinas Editora | Junho 2016

Mon Jun 13 , 2016
Estamos quase na metade do mês de Junho, mas não poderíamos deixar de contas as novidades da Paulinas Editoras, editora parceira do Elefante Voador. 🙂 Nesse […]
Bitnami