Elefante Recomenda

Vamos falar sobre “Contos de Charles Perrault” da Paulinas Editora?

No mês passado, nós fizemos um post sobre os últimos lançamentos da Paulinas Editora (confira aqui) e, entre eles, estava o Contos de Charles Perrault. Nós já tínhamos visto a obra no estande da editora durante a Bienal do Livro e ficamos encantadas com a qualidade do projeto. Agora, temos um exemplar para chamar de nosso ♥ e vamos mostrar para vocês, em cinco tópicos, porque este livro é tão apaixonante. Confira:

1. A Capa

Sabe aquele livro que te conquista pela capa? Contos de Charles Perrault é um desses casos. Graças ao seu formato em capa dura e com um acabamento laminado belíssimo. Além disso, ela tem uma riqueza de detalhes que é impossível captar em uma fotografia. É um daqueles livros que dá gosto de ver na prateleira de nossa biblioteca ♥

001

2. Contos originais de Charles Perrault

Nesta edição lançada pela Paulinas Editora, temos a oportunidade de ler os contos de Charles Perrault como eles realmente foram escritos. Alguns famosos “contos de fadas” que, com o tempo, foram ganhando adaptações e adaptações, aqui estão em sua versão original e integral. Os leitores encontrarão contos como: A Bela Adormecida no Bosque, O Pequeno polegar, Pele de Asno, Chapeuzinho Vermelho, Barba Azul, Mestre Gato (ou Gato de Botas), Cinderela (ou A pequena pantufa de vidro), entre outros.

img_20161007_145349926

img_20161007_145436549

3. Ilustrações de Gustave Doré

Assim como temos a oportunidade de ler os contos originais de Perrault, neste livro encontramos ilustrações de Gustave Doré, nascido em 1832 na França, que além das obras de Charles Perrault, ele também foi o ilustrador de obras-primas como O Inferno, de Dante (1961), Dom Quixote, de Cervantes (1863), As Aventuras de Simbad, o marujo (1865), entre muitos outros. Além das ilustrações, em Contos de Charles Perrault, é possível consultar um pouco sobre a vida e obra de Gustave Doré. Incrível!

img_20161007_150100600
Ilustração de Pele de Asno
img_20161007_145930754
Ilustrações de A Bela Adormecida no Bosque e Chapeuzinho Vermelho

4. 432 páginas de muita informação

Além dos contos encontrados na obra, ao longo da leitura encontramos muitas notas e referências que esclarecem pontos a respeito do contexto histórico da época e na maioria dos casos, sobre a tradução. Uma das partes mais bacanas é sobre as técnicas de ilustração e pintura disponíveis na época em que Gustave Doré desenvolveu as ilustrações de Perrault.

img_20161007_150219455

5. Conheça Charles Perrault

Em Contos de Charles Perault é possível conhecer um pouco mais sobre a história do escritor francês, desde seu nascimento (1628), sua trajetória de vida, até o auge de suas criações. Trata-se de um material de consulta riquíssimo e uma fonte gigantesca de curiosidades para os leitores.

img_20161007_150246848

#ElefanteRecomenda ♥ Esperamos que tenham gostado da obra tanto quanto nós. Afinal, vivemos em uma época tão cheia de releituras que é quase impossível conhecer a história original, não é?

PS. Que projeto gráfico lindo!


Elefante pergunta: Qual seu conto preferido de Charles Perrault?

Comente via FB ♥