Chegamos a parte final das 28 protagonistas super poderosas nas HQs. Nessa lista contamos com mais 7 (sete) personagens femininas, algumas da Marvel e outras de quadrinhos independentes. Confira:

22. Spider Gwen

Se a maioria dos personagens masculinos tem uma versão feminina, com o Spider Man (Homem Aranha), não poderia ser diferente. Spider Gwen é a Spider Woman (Mulher Aranha), teve sua primeira aparição no quadrinho Edge of Spider-Verse #2, e devido ao sucesso, teve sua própria narrativa. Nessa série, é explorado o universo Earth-65, uma realidade alternativa, na qual ao invés de Peter Parker ser mordido por uma aranha radioativa, é Gwen Stacy que está nesse papel, tornando-se a Mulher-Aranha.

Spider Gwen possui força, resistência, reflexos, equilíbrio, agilidade e velocidade sobre-humanas. Ela pode escalar paredes, gerar teias e possui um sentido aranha, um sentido precognitivo que a alerta do perigo eminente.

spider-gwen

23. Sharon Carter – Agente 13

Sharon Carter é uma agente de S.H.I.E.L.D., conhecida também como Agente 13 e tem um relacionamento amoroso com o Capitão América. Mestre de combate corpo-a-corpo, táticas de espionagem e hábil atiradora, ela trabalha como agente em muitas missões, cumpre-as com muito sucesso, atuando atrás das linhas inimigas. Uma das suas últimas aparições nas telas foi no filme Capitão América: Guerra Civil.

sharon-carter

24. Peggy Carter

Margaret “Peggy” Carter é uma agente britânica, baseada nos Estados Unidos. Ela também tem um relacionamento amoroso com o Capitão América, porém, em uma época diferente que Sharon Carter. Aliás, inicialmente, elas seriam irmãs e depois Peggy foi retconizada como tia de Sharon.

Peggy é uma mestre em combate corpo armado e desarmado, e em artes marciais. Ela não aceitava o machismo imposto e mostra-se fiel a si mesma, mostrando que o lugar dela era onde ela queria, ou seja, a linha de combate.

Ela foi a primeira heroína da Marvel a ter uma série própria: Agent Carter, produzida pela ABC Studios, e, infelizmente, só possui duas (2) temporadas.

peggy-carter

Veja também: O Valor de Peggy Carter e Peggy Carter: O Valor de uma heroína.

25. Agente 355

A Agente 355 é uma espiã durante a Revolução Americana. Ela é uma das primeiras espiãs a trabalhar para os Estados Unidos, mas sua identidade é desconhecida. O número 355, poderia ser um código do sistema de Culper Ring usado para denominar “lady” (senhorita, em inglês). Seu nome nunca foi revelado nos quadrinhos e podemos vê-la na série Y: O Último Homem. Nessa série, ela possui a missão de proteger o último homem da Terra (Yorick) para um destino seguro.

agente-355

26. Alana, do gibi SAGA

Alana é uma soldada, guerreira, super forte, uma mãe que teve sua filha (Hazel) em meio a guerra. Mesmo sendo uma alienígena com asas, não deixa de ter sentimentos humanos. Todas essas características são percebidas ao longo de sua trajetória.

Alana é nativa de Aterro, o mais planeta da galáxia e mais avançado tecnologicamente, casada com Marko, um pacifista de Grinalda, o único satélite de Aterro, onde os habitantes são acostumados a utilizar magia. Por serem de raças diferentes e terem concebido uma filha, eles são perseguidos, pois todo mundo acha isso uma aberração. Hazel nasceu em meio ao conflito. Durante a história a filha é sequestrada, e mais, Alana e Marko são separados. Com tudo isso, Alana mostra todo o seu poder de persuasão, conquistas, lutas e determinação.

alana

27. Emily Aster, do gibi Phonogram

Phonogram é um gibi cuja a história passa na década de 1980, e tem muitas referências musicais do pop britânico desse período. Claire usa seu poder de “phonomancer” para mudar seu estilo e identidade, para torna-se a estilosa clubber Emily Aster. A partir dessa nova identidade, Emily entra numa jornada de auto descobrimento, tentando superar seu passado (Claire).

emily-aster

28. Josephine (Jo), do gibi Fatale

Josephine ou Jo (para os íntimos) é uma mulher imortal, uma femme fatale, que possui vários relacionamentos desde a década de 1930 até os dias de hoje. Ela possui uma habilidade sobrenatural de hipnotização que faz os homens se apaixonarem por ela, e eles acabam pagando muito caro por isso.

jo-fatale

Bônus: Riri Williams “Homem de Ferro”

Segundo o roteirista Brian Michael Bendis, Riri Williams, entrou no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) aos 15 anos, é um gênio da ciência e que criou sozinha uma armadura baseada no antigo modelo de Stark. Ela é negra e uma personagem de grande representatividade nas HQs.

riri-williams


Confira a parte 1: 28 protagonistas nas HQs que inspiram o empoderamento feminino | Parte 1 de 4

mulheres-empoderadas

Confira a parte 2: 28 protagonistas nas HQs que inspiram o empoderamento feminino | Parte 2 de 4

mulheres-empoderadas-2

Confira a parte 3: 28 protagonistas nas HQs que inspiram o empoderamento feminino | Parte 3 de 4

mulheres-empoderadas-3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Post

Uma mensagem de esperança - o que aprendi com um pinguim, Tom Michell | Resenha

Sat Oct 29 , 2016
Entre os lançamentos da Editora Rocco para o mês de setembro, o Elefante Voador se encantou logo de cara com a capa e a sinopse […]
Bitnami