Elefante Conferiu

Frozen – Um Coração Congelado, Elizabeth Rudnick | Resenha

Let it go… let it go…

Se você faz parte da legião de apaixonados pela animação Frozen – Uma Aventura Congelante, da Disney, você vai adorar a resenha de hoje! O Elefante Voador fez uma verdadeira viagem a Arendelle em Frozen – Um Coração Congelado, publicado pela Universo dos Livros este ano.

Vamos contar ao nossos leitores o que achamos do livro. ♥

Conheça um pouco mais sobre a obra:

frozen-1O amor é uma porta aberta, ou pelo menos era nisso que Anna acreditava. “Frozen – Um Coração Congelado” conta a história de uma jovem e solitária princesa chamada Anna, que esteve isolada do mundo por boa parte de sua vida. Até que, certo dia, ela encontra o belo príncipe Hans, e por ele se apaixona. A princípio, parece que os sonhos de Anna finalmente se tornaram realidade. Afinal, pelo menos ela achou alguém para amar. Porém, assim que as reais motivações de Hans vêm à tona, o conto de fadas começa a desmoronar e Anna descobre que o amor verdadeiro é mais poderoso do que ela poderia imaginar.

ISBN: 9788579309847
Idioma: Português
Encadernação: Brochura
Formato: 15,7 x 23
Páginas: 320
Ano de edição: 2016
Edição:


Resenha de Frozen – Um Coração Congelado:

Eu gosto muito da história de Frozen. Ao ver o livro publicado pela Universo dos Livros, fiquei com um misto de emoções que variavam entre ansiedade/animação (para ler) e receio de que o livro não estivesse a altura do desenho da Disney

Então, ao participar de um encontro de blogueiros da editora durante a Bienal do Livro, o Elefante Voador ganhou um exemplar de Frozen – Um Coração Congelado de Elizabeth Rudnick. Esta foi a oportunidade que encontrei de tirar minhas conclusões sobre a obra.

img_20161016_214013830

E o que eu posso dizer sobre o livro?

Eu gostei… e gostei muito! A história segue a cronologia e o roteiro da animação, ou seja, a história que já conhecemos e amamos, mas com alguns elementos que não foram abordados no longa da Disney, como, por exemplo, a perspectiva do personagem Hanz.

O coração de Hanz bateu mais forte, e a ideia começou a ganhar forma. Era óbvio agora. Ele se casaria com Anna e se livraria de Elsa. Se Anna se apaixonasse, seria apenas uma questão de tempo para tomar posse do reino. E então? Então, ele governaria Arendelle […]

Na verdade, o livro alterna entre as perspectivas de Anna e Hanz, e, para mim, essa foi a graça da leitura. De um lado, pude conhecer os pensamentos e ambições do vilão. Todos os planos, estratégias, cada palavra friamente pensada e calculada por ele. Ao mesmo tempo, foi super interessante acompanhar a perspectiva de Anna, porque esses capítulos abordam de forma mais profunda sobre seus sentimentos ligados a solidão e ao abandono. Justamente por essa abordagem torna mais compreensível o fato de ela ter sido enganada tão facilmente por Hanz. Além de tudo, é incrível ver a personagem Elsa e seus poderes através dos olhos dos dois personagem.

img_20161016_214227693

A narrativa de Elizabeth Rudnick é bem fácil, terminei a leitura em algumas horas. Em diversos momentos, me peguei recriando as cenas da animação durante a leitura. Conseguia “escutar” perfeitamente as vozes utilizadas na dublagem brasileira durante algumas passagens. Um dos casos é do carismático Olaf. É praticamente impossível ler qualquer fala do boneco de neve sem escutar a voz de Fábio Porchat na cabeça haha.

img_20161016_213943692

Além disso, o formato romance deixou a história um pouco menos infantilizada. Frozen, por exemplo, ficou uma fantasia linda que me encantou ainda mais.

Por algumas pessoas, pensou Anna se lembrando das doces palavras de Olaf, vale a pena derreter. Isso era amor verdadeiro.

Este é o primeiro livro da Universo dos Livros baseado em histórias da Disney que leio. Confesso que serviu para aumentar meu interesse em ler as outras obras. E, principalmente, para conhecer perspectivas de personagens diferentes daqueles que acompanhamos nas telas ♥.


Elefante pergunta: Qual seu personagem preferido de Frozen?

Comente via FB ♥