Elefante Conferiu

Fellside, M. R. Carey | Resenha

O Elefante Voador já teve a oportunidade de ler Fellside (Estranhos Visitantes), de M.R. Carey. O livro é da Fabrica 231 (Editora Rocco), ainda está em pré-venda e o lançamento é dia 19 de novembro. Mas… já trouxemos a resenha para vocês!

fellside-capaSinopse: Uma história de terror moderna, perturbadora e emocionante, assinada pelo mestre dos quadrinhos M. R. Carey, pseudônimo de Mike Carey, roteirista de sucessos como X-Men e Hellblazer e autor do cultuado A menina que tinha dons, adaptado para a telona pela Warner Bros (ainda sem previsão de estreia no Brasil). Em seu segundo romance, Carey conta a história de uma mulher que vive em Fellside, uma prisão de segurança máxima localizada nos confins da Inglaterra. Acusada de ter incendiado o seu apartamento e matado por acidente uma criança, Jess Moulson vive afundada em culpa e medo, e sabe que não pode confiar em ninguém ali. Até que começa a ouvir a voz de uma criança. Uma criança morta, que tem uma mensagem para Jess.

Capa comum: 464 páginas
Editora: Fábrica 231 (7 de novembro de 2016)
Idioma: Português
ISBN-10: 8568432883
ISBN-13: 978-8568432884
Dimensões do produto: 23 x 16 cm
Peso do produto: 476 g


Resenha:

Jess Moulson vivia num apartamento junto com o namorado, infelizmente, em um relacionamento abusivo, regado de drogas e muitas discussões. Nesse prédio, também morava Alex, uma criança bastante quieta, que direto estava isolada na escada do andar de Jess. Ela simpatizava com o menino e, às vezes, oferecia-lhe comida e perguntava se estava tudo bem.

Devido ao relacionamento ruim com o namorado, Jess não aguentava mais viver com ele e um incêndio ocorre em seu apartamento. Por conta do incêndio, ela fica bastante lesionada, seu rosto foi queimado pela metade, o que custou algumas semanas internada no hospital. E após todo o seu rosto ser refeito, ela vai a julgamento.

No tribunal, ela descobre que o incêndio havia matado Alex. Ao saber disso, Jess simplesmente desiste de si mesma, e faz a sua própria condenação. Ela se culpava por tudo, confessa ter colocado incêndio no apartamento (mesmo não lembrando), e a condenam. A sentença: Fellside, uma prisão de segurança máxima, afastada da cidade, só de mulheres perigosas e, em geral, de penas perpétuas.

Porém, devido ao seu estado de saúde, ela ainda fica no hospital, amarrada em sua própria cama. Ela se achava um monstro, e, por isso, decidiu fazer greve de fome, não tinha mais vontade de viver. Quando chega em Fellside, devido ao seu estado crítico, ela nem conhece a sua cela, e vai direto na enfermaria. Todas as detentas já sabiam de sua história e estavam com raiva, pois achavam absurdo alguém matar uma criança e também achavam justo que Jess morresse logo. Até que…

Ainda na enfermaria, Jess sonha com uma criança que diz-se perdida no mundo dos sonhos (e dos mortos). Como ela não sabia quem era, deduziu que era Alex buscando ajuda. Como essa criança pedia socorro, ela decidiu que não poderia morrer sem antes solucionar seu falecimento. E, assim, Alex começa a surgir em forma de espírito ao seu lado em vários momentos.

A greve de fome é interrompida, ela se recupera e todos acham a sua força de vontade surpreendente. Ela vai para sua cela e divide seus dias com mais uma detenta. (Se você assistiu Orange is the new Black, logo começa a comparar a história de Fellside com o seriado. São contadas histórias das detentas e do por quê elas foram parar ali. Há vários conflitos, confusões, esquemas…)

fellside-kit

O foco da história é da jornada de Jess Moulson em ajudar a tal criança espírito. Em geral, o espírito aparece durante a noite e em seus sonhos. Eles vagam pelo mundo dos sonhos, e vão conversando sobre todos os acontecimentos ao redor, e até entram nos sonhos das outras detentas. Com as informações que Alex vai passando, Jess fica cada vez mais convencida em fazer justiça. Será que ela consegue essa redenção? Só lendo para saber! 😉

O livro é dividido em quatro partes e são 100 capítulos. Achei que iria ser uma leitura arrastada, mas foi algo surpreendente. Cada nova descoberta de Jess, cada conflito que ela tinha, a dinâmica dentro da prisão, o esquema de drogas, corrupção, a impotência humana… Nossa, é aquele sentimento de querer explorar ainda mais a narrativa, para saber o desfecho de Jess, quanto dos outros personagens envolvidos.

Como li a “prova” do livro, pude perceber alguns erros de digitação, mas nada que atrapalhasse a leitura. Afinal, é um livro que foi traduzido. Quanto a divisão de capítulos e das partes do livro, só elogios, muito bem diagramado.

Não conhecia M. R. Carey, e mesmo sendo um drama com um toque de terror, a leitura te prende bastante. Se você é fã de thrillers psicológicos, com um quê de “Orange is the new black”, pode apostar: esse livro irá te surpreender.


Elefante pergunta: Você gosta desse tipo de livro?

Você também poderá gostar de:

Comente via FB ♥