Elefante Conferiu, Elefante Recomenda

Dartana, André Vianco | Resenha

Dartana é o 16º romance escrito pelo autor brasileiro André Vianco, que dispensa apresentações. É um livro totalmente diferente de tudo o que você já leu do autor e foi publicado pelo selo Fábrica 231, da Editora Rocco. Confira:

Sinopse:

dartana-andre-vianco-002Dartana apresenta um mundo retalhado entre vida e morte, fé e descrença, mitologias e mentiras. No romance, o primeiro de uma trilogia, Dartana é um planeta castigado por uma maldição da qual somente as feiticeiras escapam. Quando um novo deus da guerra surge, muitos habitantes daquele mundo sombrio marcham com ele rumo ao Combatheon, uma plataforma de guerra que representa sua única chance de se libertar da terrível maldição. Esbanjando criatividade e domínio narrativo, André Vianco constrói uma obra surpreendente em que deuses guerreiros, feiticeiras, soldados e construtores se unem para forjar um novo mundo.

Capa comum: 784 páginas
Editora: Fábrica 231 (10 de outubro de 2016)
Idioma: Português
ISBN-10: 8568432840
ISBN-13: 978-8568432846
Dimensões do produto: 22,8 x 15,6 x 4,4 cm
Peso do produto: 1 Kg
Assuntos: ficção – romance/novela, ficção nacional, fantasia


Resenha Dartana:

Nesse primeiro volume da trilogia, Dartana é um planeta que, como em muitos outros planetas, tem uma maldição. Ela consiste em não deixar que as pessoas guardem conhecimento, dessa maneira, não conseguem evoluir e vivem de modo precário.

Para se livrar dessa maldição, nascem os deuses de guerra que levam seus guerreiros para a luta. E, também, os construtores para criar armas e feiticeiras com poderes diferentes para o Combatheon (onde os deuses lutam). Eles lutam contra todos os outros deuses para que possam passar pelo Portão da Vitória e livrar seu povo e seu planeta dessa maldição.

Um exemplo de planta vitorioso, foi a própria Terra. Ela mesma já foi um dos planetas onde havia a maldição, e já ganhou a luta no Combatheon. Por isso, temos conhecimento e evoluímos. Tanto é, que na história, os deuses de guerra viajam até a Terra para aprender sobre nossas armas, para que os construtores façam-nas para a luta.

Na história os papéis principais ficam com:

  • Mander, o general do exército;
  • Jeliath, líder dos construtores;
  • Dabbyne, feiticeira;
  • Parten e Thaidena, guerreiros do exército do deus de guerra Belenus;
  • Glaucia, médica da Terra;
  • Doralice, avatar da deusa Alkhiss na Terra.

É muito fácil se prender à cada um dos personagens, e, realmente torcer por eles. Vianco não poupa detalhes para nos apresentar a cada um deles, e os que estão por vir no decorrer da história.

A complexidade e profundidade do universo Dartana é simplesmente incrível! É um mundo completamente novo, onde as flores, os bichos, até o sol e a lua tem seus nomes próprios! Com seu domínio narrativo, o autor consegue prender e fazer com que os leitores mergulhem por completo na história! É como se estivesse passando um filme na cabeça (aliás… esse livro é digno de filme!!!).

A cada capítulo, surpresas, reviravoltas, momentos de tensão e descontração dão forma à uma história impecável. Do desenrolar de cada batalha até mesmo cada diálogo num momento de calmaria são distribuídos na dosagem certa. É uma história que nunca deixa de perder o ritmo.

Essa obra veio para mostrar que quem é bom naquilo que faz, é bom em todos os aspectos! Com certeza, entrou pra minha lista de preferidos do André Vianco. E mal posso esperar pelo volume 2! Há tempos um livro não me deixava com um sentimento de “vazio” após acabar de ler…


Elefante pergunta: Qual o seu livro favorito do André Vianco?

Comente via FB ♥