Ano passado, tive o prazer de ser surpreendida com o lançamento do livro Decrépitos, do cearense Fábio Mourajh, em uma das minhas sessões quinzenais de RPG.

Em um evento especial para o lançamento, tivemos mesas de RPG com temática do livro. Na história tema da campanha da mesa, já deu pra ter uma ideia do quão fantástica é a mente do Fábio e como as pessoas nos surpreendem por tamanha criatividade!

Sinopse:

“Em um futuro pós-apocalíptico, um vírus mortal, criado em meio à última guerra mundial, dizimou quase toda a humanidade, obrigando os sobreviventes a permanecerem protegidos dentro de cúpulas. Duas cidades se erguem então em meio a toda esta destruição: Adão, a primeira cidade e lar dos sábios e poderosos Elevados, seres com dons e poderes especiais; e Eva, a cidade da perdição, lugar onde vivem os Decrépitos seres marginais, produzidos em grande escala pelos humanos para satisfazerem todas as suas necessidades. É neste lugar que surge Loan, um jovem Decrépito que após ter seus dons despertos, acaba atraindo muita atenção com a intensidade de seu poder, inclusive dos poderosos Elevados de Adão.”


Resenha:

A população da Terra foi praticamente dizimada após a invenção de uma arma biológica, que ficou conhecida como Anti Cristo. Somente onde era Paris as pessoas conseguiram sobreviver, construindo cúpulas para que o Anti Cristo não conseguisse penetrar.

Duas cúpulas foram formadas: Adão e Eva. Em ambas há vivendo humanos e Elevados, ou Decrépitos.

Os Elevados são humanos com modificação no DNA, que moram em Adão. Seu DNA foi misturado com o DNA de um ET (mas eles preferiram achar que era um anjo), fazendo com que eles herdassem poderes e tivessem certa resistência ao Anti Cristo.

Os Decrépitos são as invenções humanas igual aos Elevados, porém, vivem em Eva. A diferença é: eles não são ‘despertos’, ou seja, não tem consciência de seus poderes. Sendo assim, Decrépitos nada mais são do que Elevados que não despertaram e existem para servir aos propósitos humanos.

As cúpulas foram separadas pois os propósitos dos humanos de Eva não eram iguais aos propósitos dos de Adão — viver e seguir os ensinamentos de Deus.

Quando um Decrépito ‘desperta’, os Elevados de Adão conseguem sentir sua presença. Sendo assim, devem levar esse desperto para a cidade de Adão, afinal, ele não é mais um Decrépito, e sim, um Elevado.

É o que acontece com Loan, um serviçal de um velho pedófilo da cidade de Eva. Ele desperta e começa a causar o caos em Eva, pois tem o poder de destruir a vida.

Portanto, Elevados foram chamados para resgatar o Decrépito Despertado e trazê-lo a Adão. Dessa forma, ele pode receber um treinamento apropriado para controlar seus poderes e se juntar à Ordem de São Jorge, onde pertencem os protetores de Adão.

Após alguns contratempos, Loan consegue chegar à Adão e começa seu treinamento. Ele conhece Êndero, seu melhor amigo, e Doroth, a (talvez) paixão futura de Êndero. Não deu a entender muito dessa coisa do sentimento pois Êndero ainda não é um homem.

Nesse meio tempo, alguns outros Templários ficam perdidos em um lugar perto de um vulcão e estão manipulados por outro Templário. Êndero, detentor do poder de fogo, foi enviado para verificar o que ocorreu.

Assim que fica sabendo, Loan vai atrás de seu amigo, pois sabia que ele corria perigo. Depois disso, muitas reviravoltas e coisas inesperadas começam a acontecer. Mesmo no final, ainda não fica claro o porquê de toda essa batalha ter acontecido. E isso fica no ar, já que o livro é apenas o primeiro da trilogia.

Decrépitos é de fácil leitura, as passagens são rápidas e nada muito pomposo é descrito pelas páginas. Dessa forma, torna a leitura leve e nada cansativa.

No entanto, a edição da Editora Chiado ainda fica a desejar. Como já vimos em outros livros, há muitos erros gramaticais. Mas, já tinha essa informação pelo próprio autor, portanto, ele está ciente de que precisa pegar mais no pé da próxima edição.

A diagramação também está estranha, como pensamentos que aparecem em letra minúscula (minúscula MESMO) e em itálico, não entendi o motivo de ser assim, não ficou bonito… Mas tá, né…

Gostei muito da forma como as cidades foram construídas e a descrição das pessoas. Elevadas ou não, cada poder e ação são bem transcritos, fazendo com que um filme passe na sua cabeça.

Uma coisa que incomodou é quando falava sobre Lukass, pois se referia a ele toda hora como “O mestre de Loan”, disse “o mestre de Loan”, o “mestre de Loan” fez isso, etc. Faltou diversidade na hora chamar os seres que são além do nome ou “o mestre” de alguém.

Há mais detalhes que nem merecem tanta importância, tamanha a qualidade histórica e criativa que o Fábio conseguiu trazer nessas páginas!

Muitos pontas ficaram soltas, outras tantas foram criadas. Não vejo a hora do segundo livro sair!


Elefante pergunta: Gostaram da criatividade de Decrépitos? Tem algo parecido para nos sugerir? 

15 thoughts on “Decrépitos – Aqueles que Herdaram a Terra, Fábio Mourajh | Resenha

  1. Juliana!
    Não conhecia o autor e a obra, entretanto fiquei bem interessada porque gosto muito de distopias pós apocalípticas e gostei muito da criatividade do autor em usar a metáfora de Adão e Eva para a criação das cúpulas e também de toda engenhosidade dada a trama.
    Gostaria demais de poder ler.
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    1. Oi Rudynalva!
      Vale cada segundo do seu tempo! Se tiver oportunidade, leia sim! É bem engenhoso!
      E depois vem contar pra gente o que achou!!
      Beijos!!

  2. Já fiquei com vontade de ler esse livro só de saber que o autor é cearense. E pelo que pude ver, a história é muito interessante. Nunca tinha visto algo parecido. Vai pra lista de desejados com certeza, mesmo com os errinhos encontrados.

    Abraços 🙂

    1. Oi Ingrid!
      Viu só! Tem talentos em todos os cantos do Brasil! Por isso o Elefante dá bastante valor pros nossos autores nacionais!!
      Vale muito a pena conhecer a obra! O volume dois está a caminho!!
      Depois de ler, vem contar o que achou do livro!
      Beijos!

  3. A criatividade do autor com certeza é admirável, por criar um universo tão complexo assim!
    É uma pena que uma história que aparenta ser tão incrível seja publicada com erros gramaticais, mas acredito que ainda valha a pena a leitura. Além disso, nada melhor do que incentivar a literatura nacional!

    1. O autor já me disse que a segunda edição do livro já vai sanar esses errinhos! Vale a pena, viu! Prestigiar os talentos brasileiros é uma forma de prestigiar a nós mesmos!
      Um beijo!

  4. Oi Juliana!
    Eu não conhecia o autor, mas gostaei muito da criatividade dele, é uma distopia que se destaca das demais. Fiquei muito instigada com a resenha e adoraria ler Decrépitos se tivesse oportunidade.
    E você joga RPG? Que máximo!
    Beijos!

    1. Oi Jacqueline!
      No momento, só tem a venda na Livraria Cultura, dá uma olhadinha depois!!
      Jogo sim! Desde os meus 14 anos, acredita? (estou com 30!) Você joga também?

      Um beijo!

  5. Pelo enredo percebi que o autor é mesmo bem criativo, a trama me parece complexa, mas pela escrita do autor parece ficar melhor absorvida durante a leitura. É uma pena quando a editora comete erros gramaticais, e torna a diagramação estranha, me atrapalha na leitura e faz o período de leitura se estender. Adoro quando o primeiro livro deixa pontas soltas, assim fica claro que precisa de uma continuação, que eu espero que cumpra seu papel

    1. O autor já me garantiu que a segunda edição do livro estará impecável quando à esses erros e diagramação!!
      E eu também espero que cumpra, viu! Estou bem ansiosa!
      Um beijo!

  6. Gostei muito da criatividade kkkk parece bem diferente e vou precisar ler com atenção para não confundir os nomes kkk
    Pena que a edição não é tão boa. Gostei de saber que a leitora é rápida e fluída

  7. Olá, apesar de livros com a temática pós apocalíptica estarem super saturados o autor criou uma trama original e cativante em um universo de extrema pressão pelos acontecimentos. Beijos.

  8. Oi!
    Ainda não conhecia essa serie, achei a historia bem diferente e criativa, fiquei curiosa para poder ler e entender melhor, achei esse mundo que o autor criou muito interessante e parece que tem muitos mistérios a serem descobertos, se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Post

Ingressos para A BELA E A FERA já estão em pré-venda

Thu Feb 2 , 2017
O Elefante Voador está cada dia mais para a estreia da versão live-action de A Bela e a Fera nos cinemas brasileiros, que acontece no […]
Bitnami