Elefante Conferiu, Elefante Recomenda

O Oráculo Oculto – As Provações de Apolo, Rick Riordan | Resenha

O Oráculo Oculto é o primeiro volume da série As Provações de Apolo, de Rick Riordan, que foi publicado em maio do ano passado pela Editora Intrínseca. Para quem tem curiosidade em conhecer essa saga do autor de Percy Jackson, tem resenha nova pra vocês ♥

Sinopse: Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus.
O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão.
Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam.

Formato(s) de venda: livro, e-book
Tradução: Regiane Winarski
Páginas: 320
Gênero: Ficção
Formato: 16 x 23 cm
Lançamento: 03/05/2016

Leia um trecho clicando aqui.

Book trailer


Resenha

O Oráculo Oculto é o primeiro volume da série As Provações de Apolo, onde acompanhamos toda a jornada de Apolo (sim o Deus) ao tentar se redimir com Zeus e recuperar seu lugar no Olimpo. Nesta história, ele não passa de um rapaz de 16 anos, mortal e com a memória comprometida.

Existe alguma coisa mais triste do que o dom de um deus se espatifando contra um amontoado de sacos plásticos cheios de lixo?

Os eventos desse livro estão diretamente ligados ao final da saga Os Heróis do Olimpo (que por sinal não li ainda, mas está na fila de leitura). Pelo que pude entender, é justamente por causa do que aconteceu nela que Apolo está sendo punido neste livro.

Minha mente estava inquieta e confusa, mas uma lembrança veio à tona – a voz do meu pai, Zeus: SUA CULPA, SUA PUNIÇÃO.

Logo no início, Apolo, agora Lester Papadopoulos, leva uma surra e é salvo por uma garotinha chamada Meg que é uma semideusa. Com ajuda de Meg (e de Percy Jackson), Apolo consegue chegar ao Acampamento Meio-sangue, onde Quíron lhe informa que alguns semideuses estão desaparecidos. Além desse mistério em torno desses desaparecimentos, Apolo também fica sabendo que o Oráculo de Delfos está fora de alcance.

Ninguém mais consegue prever o futuro, dissera Percy.

O que isso significa? Sem profecias, sem missões. Por causa disso, os heróis do Acampamento Meio-sangue não podem ser enviados para resgatar os colegas desaparecidos e muito menos tentar descobrir o que aconteceu com o Oráculo. Cabe a Apolo solucionar esses enigmas e provar seu valor aos deuses.

A história é divertidíssima, como toda história de Rick Riordan é. Um mix de aventuras, perigos, humor, magia e surpresas. Apolo passa o tempo todo em um conflito interno por causa de sua nova condição humana, o que é hilário. É muito engraçado ver um deus precisando lidar com problemas do nosso dia a dia como acne, suor e insegurança.

Eu precisava acreditar que minha punição mortal seria temporária, como havia sido das outras duas vezes. Mas Zeus criou uma regra rigorosa: Três erros e você está fora.

Pouco a pouco, ele e Meg vão criando uma amizade que antes parecia improvável (já que a garota obrigou o ex-deus a servi-la). Juntos, os dois conseguem enfrentar perigos incessantes e chegar bem perto da verdade. Mas, será que a verdade é a verdade que Apolo gostaria de descobrir? Mesmo desprovido de seus poderes e preso a um corpo frágil e mortal, Apolo será capaz de enfrentar seus inimigos? Ele será capaz de vencer suas provações?

É tudo culpa sua.

Os fãs de Percy Jackson vão adorar essa nova saga de Rick Riordan. O autor tem um jeito único de falar de mitologia e inseri-los no contexto da realidade que a gente vive. Por exemplo: Seria Apolo o responsável pela péssima apresentação de Britney Spears no VMA de 2007? Só lendo para descobrir.

Em paralelo a esta série, estou lendo Magnus Chase e os Deuses de Asgard e fico impressionada em como Rick Riordan arranja assunto para escrever explorando esse universo das mitologias. Ele é realmente incrível!

Leia também: A Espada do Verão – Magnus Chase e Os Deuses de Asgard, Rick Riordan — Resenha

Fica a dica de um livro divertido, cheio de aventurar, com um final emocionante e com muitas surpresas ao longo da narrativa. Além, é claro, de poder matar um pouquinho a saudade de Percy Jackson, que nunca é demais.


Elefante pergunta: Qual seu livro preferido de Rick Riordan? 

Comente via FB ♥