Lançamentos Rocco | Novembro 2017

Chegamos em novembro e faltam menos de dois meses para 2017 acabar, mas ainda temos novidades de livros para vocês♥ Trazemos hoje os lançamentos da nossa parceira Editora Rocco para novembro e tem muita coisa legal chegando às livrarias este mês Confira:

Rocco

Animais fantásticos e onde habitam – Versão ilustrada
J.K. Rowling

Aprovado pela Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts desde sua publicação, Animais fantásticos e onde habitam divertiu famílias bruxas ao longo de gerações e é uma introdução indispensável às criaturas mágicas do mundo bruxo. Agora, a obra-prima do renomado magizoologista Newt Scamander, resultado de anos de viagem e pesquisa, ganha uma luxuosa edição ilustrada. Com desenhos de Olivia Lomenech Gill, ganhadora do English Association Picture Book Award e indicada para a Kate Greenaway Medal, esta magnífica nova edição em quatro cores do clássico da Biblioteca Hogwarts apresenta uma gama extraordinária de criaturas, algumas familiares para os leitores da série Harry Potter, outras que surpreenderão até mesmo o mais ardente magizoologista amador, todas ricamente ilustradas com uma variedade de técnicas, incluindo gravura, aquarela e esboços a carvão. O lançamento nacional é simultâneo à publicação na Inglaterra e nos EUA.

Autor: J.K. Rowling
Tradução: Lia Wyler
Ilustração: Olivia Lomenech Gill
Preço: R$ 99,90
160 pp. | 25,4×29,5 cm
ISBN: 978-85-325-3069-1
Assuntos: fantasia
Selo: Rocco


A mulher na cabine 10
Ruth Ware

Uma jornalista pensa que ganhou a oportunidade de sua carreira ao substituir uma colega na cobertura de um cruzeiro de luxo por fiordes noruegueses. Ao lado de fotógrafos, repórteres e empresários, ela precisa fazer contato com possíveis patrocinadores de sua revista, porém deixa de lado a tarefa, intrigada com o desaparecimento de uma passageira – cuja presença a bordo não foi percebida pela tripulação nem pelos companheiros de viagem.  Juntando personagens de diferentes extratos sociais e seguindo pistas que desmontam, a cada capítulo, as certezas da repórter Lo Blacklock, a inglesa Ruth Ware cria uma trama de suspense hipnotizante em A mulher na cabine 10, seu segundo romance de suspense, que já teve os direitos comprados pelo cinema.

A trama bem estruturada se fortalece em personagens contemporâneos, com quem se convive em diferentes esferas da sociedade. Estão lá o empresário dedicado às causas ambientais, cuja fortuna pertence à mulher, uma herdeira milionária que sofre de uma doença terminal, o fotógrafo com diversos prêmios por trabalhos humanitários, mas que precisa cobrir eventos comerciais para se sustentar, a editora que se aproxima dos poderosos e derruba todos os concorrentes, sem respeitar laços afetivos ou a ética profissional. Circular entre tantas celebridades é incômodo para a insegura Lo, que tenta superar seus próprios fantasmas mantendo-se concentrada em provar que ouviu ou viu um corpo ser jogado no mar, na primeira noite no navio. O problema é que ela acumula características pessoais que prejudicam a credibilidade de seu testemunho. Ao embarcar para a excursão, ela tenta lidar com o estresse pós-traumático de uma invasão a seu apartamento – o que a levou a dispensar o namorado depois de mais um pedido para morarem juntos. Mesmo sem se considerar alcoólatra, ela tenta evitar beber, pois dificilmente consegue distinguir em suas lembranças alucinações e acontecimentos reais. Além disso, já teve episódios graves de ansiedade e costuma combinar os remédios antidepressivos com álcool.

Ao isolar um grupo de personagens no iate luxuoso, Ruth Ware cria um ambiente que não apenas evoca os cenários habituais das novelas de Agatha Christie, como também torna a protagonista refém de um confinamento forçado, sem qualquer possibilidade de ajuda externa. Sem sinal de internet ou qualquer tipo de contato com o restante do planeta, não existe forma de buscar ajuda para as investigações e denúncias de Lo.  O único que demonstra acreditar nela é o também jornalista Ben, seu ex-namorado, que tenta aproveitar o cruzeiro para forçar um reatamento, embora Lo mal consiga suportar sua presença, já que o rompimento, anos antes, lhe provocou uma severa crise depressiva.

A angústia da protagonista passa facilmente ao leitor, principalmente depois que Lo recebe um aviso – escrito num espelho coberto por vapor dentro de um banheiro – para deixar de lado suas buscas pela passageira que ninguém conheceu ou viu. A sensação de solidão da protagonista, inserida num meio onde não pode contar com a lealdade de ninguém, está presente em quase a totalidade da narrativa, numa leitura hipnotizante desta trama extremamente semelhante aos desdobramentos do dia a dia, mostrados com firmeza e argúcia por Ruth Ware.

Autor: Ruth Ware
Preço: R$ 49,90
320 pp. | 16×23 cm
ISBN: 978-85-325-3091-2
Assuntosficção – romance/novela, suspense
Selo: Rocco


Gog Magog
Patrícia Melo

Se um vizinho incomoda, podemos chamá-lo para uma conversa e tentar solucionar amigavelmente o problema. Caso não funcione, o jeito é reclamar com o síndico; acionar a polícia é a terceira via. Como a justiça tarda e falha, arranhar o carro dele pode trazer alguma paz de espírito. Será, no entanto, apenas um paliativo – assim como vociferar, xingar, ameaçar. A verdade é que a saída mais fácil pode estar numa faca afiada ou numa pistola carregada… Não deve ter sido por acaso, afinal, que o Novo Testamento transformou o “ame seus vizinhos” do livro anterior em “ame seus inimigos”: as duas palavras parecem significar a mesmíssima coisa nessa sociedade fraturada que, em uma narrativa precisa, ágil e irônica, Patrícia Melo retrata em Gog Magog, sua décima primeira obra literária.

“Não somos só o que comemos, somos também o que escutamos”, concluiu o pacato professor de biologia após Ygor se mudar para o apartamento de cima. A vida que o trabalho na rede pública de ensino podia pagar era modesta, mas antes da chegada do novo vizinho ele possuía o que logo passou a ter certeza ser o mais luxuoso bem do século 21 – o silêncio, a “paz doméstica”. Ygor, o senhor Ípsilon, aparentemente calçava botas de ferro em casa, tinha as mãos furadas (as coisas caíam sem parar, quebravam, por vezes voavam nas paredes) e ocupava suas madrugadas copulando histericamente ou gargalhando como uma hiena.

A irritação muito rapidamente se transformou em ódio e uma guerra não declarada tomou o prédio. O jornal que um deles assinava amanheceu coberto de urina após os pneus traseiros do carro do outro terem aparecido furados. Num ambiente desses, pensava o professor, um cidadão honesto pode não precisar de muito mais que um revólver na mão para se transformar num assassino de verdade. O que, de alguma forma, para ele, seria uma reação em legítima defesa: o ruído deveria ser considerado um tipo eficiente de arma branca, pois também tem o poder de ferir, como certos venenos que não chegam a matar, mas estragam a saúde, apodrecem o fígado e desorganizam a mente. Então, quando sua gata de estimação desaparece, os olhos do senhor Ípsilon parecem fitá-lo e dizer clara e silenciosamente: “Eu a matei.”

Os sons que esses homens ouvem e produzem afetarão para sempre suas vidas, que, de uma forma ou de outra, vão acabar marcadas pelo silêncio. Confrontando bem e mal, crime e castigo, sanidade e loucura, vida e morte, som e silêncio, Patrícia Melo amplia o escopo da prosa urbana que a consagrou como uma das principais autoras brasileiras contemporâneas. Somos como Gog e Magog, os monstros míticos que se alimentavam de carne humana, fetos e cadáveres? Estamos todos contra todos, cada indivíduo versus cada indivíduo? Perguntas valem mais que respostas. Mas, se o inferno são os outros, a sociedade pode muito bem ser o próprio apocalipse.

Autor: Patrícia Melo
Preço: R$ 29,90
176 pp. | 13×20 cm
ISBN: 978-85-325-3092-9
Assuntosficção – romance/novela, ficção nacional, suspense
Selo: Rocco


O terror
Dan Simmons

Um retrato fantástico sobre a experiência humana em uma situação limite. É como pode ser definido O Terror, primeiro livro do autor norte-americano Dan Simmons a ser lançado no Brasil e que estreará em novembro também como série de televisão, com produção de Ridley Scott, diretor de clássicos como Blade Runner e Alien, o Oitavo Passageiro. A obra remonta com toques ficcionais a história real do evento conhecido como Expedição de John Franklin, ocorrida em 1845, uma das mais alucinantes odisseias marítimas da história, envolvendo uma tripulação de mais de cem homens da marinha britânica em uma grande tragédia.

Na tentativa de exploração da ainda desconhecida travessia entre os oceanos Atlântico e Pacífico, acima do Círculo Polar Ártico, os navios Terror e Erebus são inicialmente comandos pelo capitão John Franklin, que leva a empreitada como uma busca obsessiva por redenção pessoal. O livro se desenrola de forma não linear entre cenas do primeiro inverno vivido pela equipe no mar e o período limite após uma decisão equivocada do comandante, em que os tripulantes acabam enfrentando barreiras gigantescas de gelo. A partir de múltiplas perspectivas, Simmons aprofunda a experiência de participar dos dias de tormenta com passagens muito realistas.

Após uma série de acontecimentos sinistros, com o ambiente já beirando a insanidade, os navios passam a ser capitaneados por Francis Crozier, que precisa enfrentar, além do frio, da escassez de mantimentos e do desespero da própria tripulação, um inimigo perturbador. Uma criatura começa a forçar passagem no fundo do navio, mesmo com espessas camadas de gelo.  Tudo depois de um encontro com dois nativos do Ártico, onde um deles é assassinado e o outro – uma mulher que não fala – passa a fazer parte do grupo.

Com seu talento lírico e uma rica pesquisa factual, Dan Simmons constrói uma obra que mescla o rigor do grande romance histórico aos toques de mestres do horror, como Stephen King e H.P. Lovecraft.

Autor: Dan Simmons
Tradução: Alexandre Martins
Preço: R$ 94,90
752 pp. | 16×23 cm
ISBN: 978-85-325-2938-1
Assuntosficção – romance/novela, terror
Selo: Rocco


Mostre seu trabalho!
Austin Kleon

Se você odeia a ideia de autopromoção e acha que seus feitos falam por si mesmo e, ainda sim, não “chegou lá” na sua carreira e sente que carece de reconhecimento, esse livro é para você. O jovem artista e escritor Austin Kleon mostra que lhe falta algo essencial para cair nas graças das pessoas que lhe importam, seja seu chefe, seu futuro empregador ou as pessoas de quem gostaria de ter a admiração: ser descoberto. Em Mostre seu trabalho!, o autor descreve dez passos para se tornar “encontrável”, usando as ferramentas mais acessíveis e populares para a divulgação nos dias de hoje: as mídias sociais e o ambiente digital.

Para Kleon, se você quer ser encontrado, precisa ser “encontrável”. Se você está sem trabalho, de que adianta mandar um currículo se poderia ser muito melhor criar um blog que abriga seu portfólio de realizações profissionais, artigos seus e outros de seu interesse – e que sugerissem e ratificassem seus gostos, perfis e linhas de pensamentos -, fotos, vídeos e outros materiais? Imagine se seu futuro empregador já conhecesse daí e sequer precisasse entrevista-lo?

Conhecido por Roube como um artista, no qual o jovem artista e escritor teoriza que a criatividade é para todos e parte do processo criativo é justamente copiar e se inspirar em outras influências, em Mostre seu trabalho! ele dá as dicas de como o leitor pode se tornar uma referência para os outros, ou no caso, ser “roubado”. O primeiro passo e que leva a todos os outros é entender que não é preciso ser um gênio para ser criativo. Existe um caldo de cultura ou uma cena no qual vários fatores conduzem a grandes descobertas e isso inclui um grupo de indivíduos criativos, um ecossistema de talentos. Por isso, para criar é preciso compartilhar, fazer com que parte do processo de criação seja conhecido por todos e que ele esteja aberto a contribuições, incluindo críticas.

Para tornar esse processo bem-sucedido, Kleon dá ótimas dicas de como usar o ambiente digital e as redes sociais como aliadas: postagens que contem uma boa história, que atraiam audiência, colaboração e engajamento. Que elas tenham uma periodicidade, ou seja, que crie uma fidelização nos interessados para que esses possam colaborar ou ajudar a alcançar seu objetivo: seja arranjar um novo trabalho ou criar um projeto seja qual for (uma obra de arte, uma startup…). Que o leitor saiba exatamente o que revelar e o que ocultar e que saiba regular o nível de contribuição dos participantes. E que, por fim, consiga atrair, mais do que engajamento, colaboração financeira: um novo emprego ou um financiamento para sua ideia, por exemplo. Em tempos de exposição ininterrupta, saber administrá-la e usá-la a seu favor significa a receita do sucesso.

Autor: Austin Kleon
Tradução: Isabel W. De Nonno
Preço: R$ 29,90
224 pp. | 15,6×16 cm
ISBN: 978-85-325-3090-5
Assuntoscriatividade, design thinking, empreendedorismo
Selo: Rocco


Bicicleta amarela

365 dias para plantar
Carol Costa

O que falta para você começar uma horta? Apresentadora do quadro de jardinagem do programa Mais cor, por favor, do canal GNT, do Jardinaria, da BandNews FM, e da websérie #MinhaHorta, além de consultora de empresas e palestrante, a jornalista e jardineira Carol Costa apresenta 365 dias para plantar, um livro interativo com dicas e curiosidades sobre plantas e jardinagem que mostra que é possível viver uma vida mais saudável, relaxada e feliz trazendo o verde das plantas para a casa, a mesa e o dia a dia.

Ilustrado por Brunna Mancuso e com espaço para comentários e anotações, o livro funciona como um diário que pode ser usado por cinco anos. Para cada dia do ano, uma pergunta ou observação que incentiva o leitor a registras suas preferências e experiências em relação às plantas e dicas sobre o cultivo das mais variadas espécies. No dia 1º de janeiro, aproveitando o ritmo de planos para o Ano-Novo, a autora propõe “No jardim dos meus sonhos tem…”, para que o leitor registre sua flor, árvore, folhagem, hortaliça ou suculenta preferida, e destaca que é importante conhecer o habitat natural da planta desejada para tentar simular em casa condições semelhantes de luz, solo e clima, para que ela prospere.

Ao longo dos 365 dias do ano, Carol oferece informações que vão de “Como criar seu próprio adubo rico em cálcio em casa” (usando casca de ovo, que deixa as plantas firmes e resistentes a lagartas) ou o quanto de água colocar no jardim, até macetes como reconhecer pintas e manchas estranhas nas folhas – se elas fazem grupos ou saem quando raspadas, talvez sejam cochonilhas, que podem ser removidas apenas com uma escova com água e sabão de coco, sem necessidade de usar fungicida. Outra dica importante: nada de diluir açúcar, medicamentos ou produtos de limpeza na água dos arranjos florais, como prega o senso comum. Para deixá-los bonitos por até 10 dias, basta cortar a pontinha das hastes e trocar a água diariamente. Já a sobra de água de cães e gatos é saudável para as plantas, pois eles deixam resíduos nutritivos de ração na tigela.

Para jardineiros amadores, experientes ou simplesmente para qualquer pessoa interessada em conhecer o maravilhoso mundo das plantas, 365 dias para plantar é um diário estimulante e repleto de dicas e curiosidades que farão qualquer um perder o medo de começar sua própria horta ou jardim.

Autor: Carol Costa
Ilustração: Brunna Mancuso
Preço: R$ 59,90
368 pp. | 10×15,5 cm
ISBN: 978-85-68696-60-6
Assuntoscomportamento, meio ambiente/ecologia
Selo: Bicicleta Amarela


Fábrica231

A fogueira
Krysten Ritter

Com lançamento simultâneo no Brasil e nos EUA, A fogueira é o livro de estreia da atriz Krysten Ritter, protagonista do premiado seriado da Netflix Jessica Jones e conhecida também por seus papéis em Os defensores e Breaking Bad, entre outros filmes e séries. Na trama, Abby Williams é uma advogada de 28 anos especializada em questões ambientais. Hoje uma mulher independente vivendo em Chicago, Abby teve uma adolescência problemática numa cidadezinha no estado de Indiana que até hoje ela luta para esquecer. Mas um caso de contaminação envolvendo uma grande empresa obriga Abby a voltar à pequena Barrens e confrontar seu próprio passado. Quanto mais sua equipe avança nas investigações sobre a Optimal Plastics, mais Abby se aproxima também da verdade sobre o misterioso desaparecimento de sua antiga melhor amiga anos atrás e de outros acontecimentos até então sem resposta.

Dez anos depois de deixar sua cidade natal, a pequena e esquecida Barrens, em Indiana, Abby atende a um chamado de várias denúncias que indicam que a corporação Optimal Plastics está despejando resíduos químicos na água consumida pelos moradores. Tudo parecia correr bem até que ela e sua equipe descobrem que a empresa, considerada uma das maiores – se não a única – geradora de empregos da cidade, está aparentemente intimidando e comprando a todos: de repente, as denúncias começam a ser retiradas uma a uma. Resta a Abby recorrer a uma das poucas pessoas que pode provar que a Optimal comete um crime ambiental: Kaycee Mitchell, a última pessoa a quem gostaria de recorrer.

Kaycee foi sua colega de escola. Era a garota mais popular, em torno de quem todos orbitavam. Abby, de melhor amiga de infância, tornou-se alvo preferencial do assédio de  Kaycee e do trio de belas e cruéis garotas liderado por ela no ensino médio. Um dia, porém, algo aconteceu: durante uma apresentação, Kaycee tem tremores e perde a consciência. Logo depois, começa a vomitar e a sangrar. Seu trio de acólitas têm sintomas parecidos em seguida. Apresentando o que pareciam ser sinais de envenenamento, uma denúncia contra a Optimal é movida na época, mas as meninas, que já não gozam de boa fama na cidade, admitiram que inventaram tudo aquilo para chamar a atenção. Abby acreditou nisso por muitos anos – ela odiava as garotas –, mas começou a pensar, com as novas denúncias, que seria praticamente impossível meninas adolescentes simularem todos aqueles sintomas, incluindo os sangramentos, com tanta perfeição.

Mas Abby tem um problema: depois da formatura, Kaycee desapareceu sem deixar rastros. Sem os depoimentos para embasar um processo contra a companhia, a advogada precisa encontrar a antiga inimiga, para o bem da saúde dos habitantes da cidade. Em sua busca, esbarra com Misha, o braço direito de Kaycee e a garota mais cruel que Abby conhecera e que hoje é vice-diretora da antiga escola; com Brent, seu antigo interesse amoroso e que agora se encontra em lado oposto ao seu – é um dos executivos da Optimal; seu pai abusivo, a quem odeia profundamente, mas de quem agora deve cuidar por conta de sua saúde em declínio, e Condor, um antigo bad boy da escola com um passado horroroso. Ao encontrar pistas do que aconteceu com Kaycee, Abby não imagina a rede de intrigas em que está se metendo e que sua própria vida passa a correr risco – e não é por consumir a possível água contaminada. Os fãs de Jessica Jones vão identificar traços da personagem da série da Marvel em Abby. Ambas são desiludidas, cansadas da vida. Mas destemidas, e farão de tudo para a justiça prevalecer.

Autor: Krysten Ritter
Tradução: Ryta Vinagre
Preço: R$ 39,90
288 pp. | 16×23 cm
ISBN: 978-85-9517-031-5
Assuntosficção – romance/novela, suspense
Selo: Fábrica231


Rocco Jovens Leitores

Olá, caderno!
Manu Gavassi

Livro de estreia da cantora Manu GavassiOlá, caderno! é uma ficção adolescente escrita a partir de entradas num diário. Ou melhor, caderno. É ali que Nina – uma garota de 17 anos que sonha em ser cantora e mora com os irmãos em São Paulo, enquanto o pai viaja pelo mundo e a mãe vive no interior – despeja seus pensamentos mais nobres e mais frívolos, além de desenhos, letras de música, poesias. Como tantos adolescentes, Nina sabe o que quer da vida, mas não tem muita certeza sobre quem é ou como se encaixa no mundo. E a partir de sua perspectiva ácida e bem-humorada, divide com o leitor suas experiências, paixões, alegrias, dúvidas e tristezas, e traça um retrato sincero de seus amigos, de seus irmãos problemáticos, mas amorosos, de seus pais ausentes e de outros personagens com quem convive. Tocando em temas sensíveis como relações familiares, bipolaridade, solidão e sexualidade com linguagem descontraída e cativante, Olá, caderno é o novo hit de Manu Gavassi. A capa é de Nath Araújo, ilustradora e youtuber com mais de 800 mil seguidores nas redes sociais.

Autor: Manu Gavassi
Ilustração: Nath Araújo
Preço: R$ 39,90
312 pp. | 14×21 cm
ISBN: 978-85-7980-297-3
Assuntosficção nacional
Selo: Rocco Jovens Leitores


Fala sério, mãe! – Versão ampliada 
Thalita Rebouças

Que ser mãe é padecer no paraíso a sabedoria popular já tratou de espalhar para todo o mundo. Mas… e quanto aos filhos? Será que não vivem lá o seu quinhão de martírio nessa relação? Em Fala sério, mãe!, Thalita Rebouças apresenta os dois lados da moeda em crônicas sinceras e bem-humoradas. Primeiro grande sucesso da escritora, que se tornou um fenômeno da literatura juvenil nacional, com dois milhões de livros vendidos, Fala sério, mãe! chega aos cinemas em 28 de dezembro, com direção de Pedro Vasconcelos e as atrizes Ingrid Guimarães e Larissa Manoela nos papéis principais, e ganha nova edição com trecho inédito e capa com o cartaz do filme.

Ao longo do livro são descritas as queixas e alegrias da mãe coruja (e um tantinho estressada) Ângela Cristina, em relação à primogênita Maria de Lourdes, a Malu, assim como as teimosias e o sentimento de opressão desta em função dos cuidados muitas vezes excessivos da mãe. Para retratar os dois pontos de vista, a primeira parte do livro, da gestação de Malu até o seu primeiro beijo, aos 12 anos, é narrada por Ângela Cristina, que então passa a palavra à filha: “A partir de agora, tenho certeza, ela já pode falar por si própria.”

Entra em cena então a segunda narradora, a própria Maria de Lourdes, contando, de acordo com sua ótica, as alegrias e desafios da adolescência, do amadurecimento e da relação mãe e filha. Se antes o livro acompanhava Malu até os 21 anos, a novidade desta edição ampliada, que chega às livrarias 13 anos depois da primeira publicação, são as aventuras da protagonista dos 21 aos 23, um acréscimo que promete ainda mais emoções e risadas para os antigos fãs e para os leitores que estão descobrindo o livro agora.

Amor, carinho, compreensão e, claro, muitas brigas. Às vezes sérias, outras vezes engraçadas; às vezes importantes, outras, irrelevantes… As habituais – e saudáveis – discordâncias existentes entre mães e filhas, sempre regadas a muito amor, são descritas em deliciosas crônicas em Fala sério, mãe!, um relato fiel e divertido da convivência por vezes selvagem entre criadora e criatura.

Autor: Thalita Rebouças
Preço: R$ 29,90
240 pp. | 13,7x 20,7 cm
ISBN: 978-85-7980-383-3
Assuntosjuvenil, crônica, comportamento
Selo: Rocco Jovens Leitores


Serpentes de Thor – Crônicas de Blackwell
K. L. Armstrong & M. A. Marr

As lendas nórdicas previam o Ragnarok, o fim do mundo. Uma batalha entre uma serpente monstruosa e os antigos deuses nórdicos que estremeceria os pilares da Terra. A vitória dos deuses salvaria a terra. Hoje esta batalha está mais próxima do que nunca, mas nem todos torcem pelos deuses… Serpentes de Thor é o terceiro livro da série Crônicas de Blackwell, de K. L. Armstrong e M. A. Marr, e encerra a incrível saga da Matthew Thorsen e seus amigos, os descendentes dos deuses nórdicos.

Depois de ir ao inferno para resgatar Baldwin, e lutar contra um exército de guerreiros vikings zumbis, Matt precisa enfrentar a Serpente de Midgard e os monstros liderados por Loki. Junto de Laurie, Fen, e dos outros descendentes, Matt tem encarado inúmeros desafios e feito importantes descobertas sobre seu passado e o futuro que seu avó planejou para ele e para o resto da humanidade.

Gigantes de fogo no meio da cidade são só uma amostra do tipo de desafio que está por vir. Com o Ragnarok se aproximando a toda velocidade, só resta aos garotos se preparar ao máximo para a batalha. O caminho já estava traçado nas velhas lendas, mas nenhum dos descendentes pretende terminar como os deuses, mortos, ou como os monstros, agonizantes.  Matt, Lori, Fen e o outros lutarão contra seu destino para salvar toda a humanidade.

Serpentes de Thor é a conclusão épica de uma saga alucinante. Repleto de surpresas e com muita ação, é o livro perfeito para os fãs de aventura e mitologia. Mantendo o ritmo frenético que marcou toda a história, Armstrong e Marr entregam aos leitores um final sensacional e deixam para os leitores um gostinho de quero mais.

Autor: K. L. Armstrong & M. A. Marr
Tradução: Edmo Suassuna
Preço: R$ 39,90
304 pp. | 13,5×20,5 cm
ISBN: 978-85-7980-370-3
Assuntosjuvenil, mitologia, fantasia
Selo: Rocco Jovens Leitores


O livro do cemitério – Volume 1
Neil Gaiman

Bestseller do The New York Times e premiado com as medalhas Newbery (EUA) e Carnegie (Reino Unido), o romance O livro do cemitério, do cultuado escritor Neil Gaiman, ganha versão em quadrinhos adaptada por P. Craig Russell, parceiro de Gaiman em diversos livros, incluindo a versão em HQ de outro clássico do autor, Coraline.

O livro é o primeiro de dois volumes que acompanham a trajetória de Ninguém Owens, ou Nin, um garoto como outro qualquer, exceto pelo fato de morar em um cemitério e ser criado por fantasmas. Cada capítulo nesta adaptação de Russell acompanha dois anos da vida do menino e é ilustrado por um artista diferente, apresentando uma variedade fascinante de estilos que dão ainda mais vida à atmosfera ao mesmo tempo afetuosa e sombria da história.

A maioria das pessoas tem um medo enorme de túmulos e cemitério, mas, para Ninguém Owens, o Nin, estranho mesmo é deixar esse terreno tão conhecido para se aventurar no mundo dos vivos. Criado por uma comunidade amistosa de fantasmas, espíritos e outros seres do além, Nin é versado em muitos truques sobrenaturais, mas é na hora de lidar com o mistério de Jack, o assassino dos pais dele, que Nin precisará usar tudo que aprendeu nos dois mundos.

A história de Neil Gaiman sobre um garoto órfão criado por fantasmas num cemitério, tendo que encarar as maravilhas e os terrores dos dois mundos, em adaptação primorosa de P. Craig Russell, é o melhor da fantasia, para todas as idades.

Autor: Neil Gaiman
Tradução: Ryta Vinagre
Ilustração: Kevin Nowlan; P. Craig Russell; Tony Harris; Scott Hampton; Galen Showman; Jill Thompson; Stephen B. Scott
Preço: R$ 44,90
192 pp. | 15,2×22,8 cm
ISBN: 978-85-7980-386-4
Assuntosfantasia, hq’s, histórias em quadrinho, comics
Selo: Rocco Jovens Leitores


Batgirl na Super Hero High
Lisa Yee

No terceiro livro da série DC Super Hero Girls, parte de um bem-sucedido projeto multiplataforma que apresenta personagens clássicos da DC Comics para as novas gerações, Barbara Gordon é uma garota muito inteligente, gênio da tecnologia e ótima detetive. Embora não tenha superpoderes, esses talentos a levam a conseguir uma vaga na Super Hero High, e ela não desiste até convencer o pai, o Comissário Gordon, a deixá-la frequentar a famosa escola de super-heróis. Lá, ela rapidamente se torna uma das alunas preferidas do professor de Robótica e Ciência da Computação, e vai precisar ganhar uma batalha de computadores para salvar a Terra. Mas será que sua inteligência e domínio da tecnologia serão suficientes? Barbara Gordon sempre teve o coração de uma heroína. Transformada em Batgirl, ela deverá provar que pode ser uma.

Em Batgirl na Super Hero High, Lisa Yee conta o início da carreira escolar de Barbara Gordon e suas aventuras como Batgirl. Barbara sempre foi ótima com tecnologia e sempre esteve feliz em ajudar suas amigas, em especial Supergirl, sua melhor amiga, nos bastidores, longe das emoções. Mas durante a invasão da escola pelas fúrias de Granny Goodness, a menina tem uma participação mais ativa e Supergirl tem certeza de que ela é uma candidata ideal para se tornar uma Super Hero Girl.

Agora, com o convite na mão, Batgirl tem que convencer o seu pai, o lendário Comissário Gordon, a permitir que ela se mude para a nova escola. E precisa provar a si mesma que é capaz de aguentar o ritmo frenético das aulas, ao mesmo tempo em que participa de um reality show de tecnologia, onde conhece outras pessoas tão talentosas quanto si mesma. O maior desafio, no entanto, está por vir: quando um favor para Harley Quin foge do controle e uma de suas criações se torna uma ameaça ao mundo todo, Barbara tem que decidir se quer mesmo assumir a máscara e capuz da Batgirl.

Lisa Yee se mostra cada vez mais à vontade com as heroínas da DC Comics e novamente apresenta aos leitores uma história única, repleta de mistério, ação e humor. Mais um livro perfeito para os novos fãs das jovens heroínas.

Autor: Lisa Yee
Tradução: Raquel Zampil
Preço: R$ 39,90
256 pp. | 13,7×20,7 cm
ISBN: 978-85-7980-371-0
Assuntosaventura, super-heróis
Selo: Rocco Jovens Leitores


Elefante pergunta: Qual lançamento da Rocco para novembro você mais gostou?

Cintia, 30 anos, é uma das criadoras do Elefante Voador, responsável pela seleção e redação de conteúdo do site, além da cobertura fotográfica dos eventos. Mora em Poços de Caldas/MG), formada em Design Gráfico e atua como diagramadora de livros. Aspirante a escritora, sonhadora, apaixonada por livros, gatos, música pop, pizza e chocolate. Twitter: @superci / Instagram: @cisuperci

Você também poderá gostar de:

Comente via FB ♥

  • Glabelle Maria

    Tem livros aí para agradar todos os tipos de leitores 🙂 o bom é assim, lançamentos bem diversificados, pra todos os gosto; eu, especificamente, adorei a sinopse de “A fogueira”, da Krysten Ritter. Pelo visto é um thriller bem TCHAN, que vc respeita rs

  • Alison de Jesus

    Olá, entre os lançamentos do mês, fiquei curioso para ler O Livro do Cemitério, pois já tive contato com a escrita de Gaiman e simplesmente me apaixonei. Beijos.