Elefante Conferiu

A sutil arte de ligar o f*da-se, Mark Ronson | Resenha

Confesso pessoal, estou com várias resenhas atrasadas da minha parte, apesar de ter lido vários livros nos últimos meses. E, ao invés de começar pelo primeiro livro, vou começar pelo último que li. (Desculpa a bagunça).

Quem me conhece bem, sabe que adoro um livro de auto-ajuda, de organização e de educação financeira. Sério, já li várias vezes O Segredo e alguns livros do Napoleon Hill. Toda vez que vejo listas de livros para “vencer na vida” pelo menos uns quatro já ouvi falar e dois eu já li.

Não é a toa, já fiz até resenha do A dica do dia, da Flávia, e foi um livro que nem foi pra minha “biblioteca”, está disponível para consultas rápidas na minha prateleira.

E mesmo gostando desse tipo de livro, vem a pergunta: quem disse que coloquei algo em prática? Questãs…

O Elefante não está com tantas parcerias esse ano, e no meu aniversário, ganhei o livro A sutil arte de ligar o f*da-se do Mark Ronson. Achei que seria um livro parecido com A mágica transformadora do f*, Sarah Knight, mas, creio que ele deva ter lido esse livro e seguiu por uma trajetória diferente.

A sutil arte de ligar o f*da-se não é uma lista ou práticas, é mais a vivência do próprio Mark Ronson, com várias realidades que vão te chocando ou te relembrando do que não fazer. É um livro engraçado, divertido e de fácil compreensão também.

Pra mim, foi um livro que veio numa hora boa, já que fiz 30 anos em maio e estou começando uma nova década de vida. É um livro para quem já viveu algumas experiências (boas e ruins) e que não tem medo de tomar uns sutis “tapas na cara”. Ele vai dizer que você fez bobeiras na vida sim, que tá tudo bem e que ‘ok’ você ser uma pessoa egoísta de vez em quando.

Não é um livro que pede para você ligar o “f*da-se” pra tudo, é mais para saber quando usar essa artimanha. Não é só chegar e falar isso, ele explica as consequências se for usado de qualquer jeito.

Tenho uma maneira bem positivista de enxergar o mundo, mas com cautela. Afinal, tem dores e sofrimentos que a gente precisa viver, se não, vira cilada, gente.

É uma leitura tranquila e recomendo para quem gosta de algo mais prático, sem muita enrolação. Os capítulos e tópicos tem ótimos nomes e a diagramação é caprichada. É um livro que faz você refletir sobre suas conquistas próprias, e, vamos dizer que fazia tempo que não pensava em mim.

Você pode adquirir A sutil arte de ligar o f*da-se em: 

Amazon: A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se


Elefante pergunta: Para o que você liga o f*da-se sem pensar duas vezes?

Você também poderá gostar de:

Comente via FB ♥